8.14.2017

Um dia acaba e está tudo bem

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/95/62/95/9562954894ef8556741268483f59de02--autumn-rain-nyc-rain.jpg
Ao longo de nossas vidas, nos deparamos com inúmeras pessoas que entram em nosso cotidiano e rapidamente já fazem parte de nós, mas como tudo é um aprendizado, nem sempre essas pessoas irão ficar definitivamente, e quer saber, está tudo bem. Você não precisa ficar mal se alguém resolveu ir embora, não digo apenas uma mudança física e localidade, mas uma mudança de adeus, quando você perde algum vínculo especial com alguma pessoa que era considerada importante, isso acontece e muitas das vezes se é necessário, precisamos de muitas coisas para crescer, evoluir e começar a tomar coragem para enfrentar as dores que existem, e acredite, o tempo que você ficou ao lado dessa pessoa que foi embora, lhe serviu para aprender mais, para ser mais forte e muito provável você também fez uma mudança positiva na vida dela, mas é isso, as coisas precisam mudar, a roda gigante precisa girar, se o mundo não rodar e parar de vez, tudo A-C-A-B-A e se tudo acabar, qual o sentido? É tão bom dá espaço em nossa vida, em nosso ser para aprender mais coisas, para conhecer mais pessoas, para descobrir que nem tudo é preto e branco e que existem cores lindas das quais nem se quer imaginamos que existia.
Está tudo bem mudar, está tudo bem sair, está tudo bem ir embora, o importante nunca é a chegada mesmo, e sim o caminho, então me diga, não... diga a si mesmo, pense, o que de bom você aprendeu com aquela pessoa que foi embora? O que de bom você deixou para a pessoa que foi embora? Cultive coisas boas, lembrando que um dia, terá que colher, tudo precisa voar, tudo precisa sair, tudo precisa um dia ir embora, as vezes chega a ser um pouco tenso, triste e até mesmo desesperador pensar que alguém especial pode um dia ir embora e nunca mais falar conosco, mas isso é a vida, isso é viver, viver é aprender como já dizia nossos sábios personagens da Disney, então, vamos tentar por um sorriso nesse rosto, e refletir todas as coisas boas que essas pessoas deixaram em nosso caminho? 

  • Não esqueça de curtir a page do blog e de ilustrações. Assista ao vídeo Document Your Life 
ILUSTRAÇÃO FEITA POR MINHA PESSOA, CASO QUEIRA ENCOMENDAR, ENTRE EM CONTATO PELA DM DO TWITTER @JAZZARRAIS ou pelo email também "jhessycarvalhosz92@gmail.com"
°•Clique na imagem, para ver em tamanho original•°

8.08.2017

Document Your Life — e alguns detalhes

No inicio de agosto, minha família e eu fomos dá um passeio até um "banho" novo por aqui, a gente chama de banho quando é um lugar que tenha rio/riacho, lago enfim, lugares que tenham bastante água. Eu pensei em gravar o caminho, para registrar e tentar depois ver se conseguia fazer alguma edição, como eu ainda não tenho conhecimento de praticamente nada em questão de editores de vídeos e afins, e também meu celular não tem uma das melhores câmeras, resolvi só testar mesmo. 
Deixarei abaixo o vídeo e espero que achem fofinho haha. 
Estarei voltando amanhã para o muay thai, me desejem sorte, pois estou muito, muito, muito sedentária, e eu preciso emagrecer, tanto por mim, que ando me sentindo muito mal comigo mesma, com meu corpo e também porque ando muito fadigada e me sentindo mal com meu peso. Resolvi finalmente ir no dermatologista, e ele me passou medicamentos e também me disse que estou muito acima do peso, então, segui a dieta que ele passou — mas não para emagrecer, é por conta das espinhas mesmo — e vou cortar coisas ruins da minha alimentação e amanhã muay thai. Comprei minhas luvas — que foram caríssimas haha socorro — e enfim, estou vendo que ficarei algumas semanas bem dolorida, ainda mais que o professor que está assumindo o muay thai feminino é o que pega mais pesado, beu deus rsrs enfim, se você leu até aqui, obrigada :) 
Me acompanha no twitter para ver minhas ilustrações e talvez algumas reclamações haha @jazzarrais e curta a page do blog e das minhas ilustras. Aceito encomendas kkk <3 

7.29.2017

Desistir nem sempre é uma derrota

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/6d/78/c0/6d78c0fd65a808a8f1d9c7bd9db6869e.jpg
Acho que não aguentarei ficar calada até o ano que vem. Acredito eu, que conforme vocês vieram notando meus textos a respeito de faculdade, perceberam que eu não era totalmente feliz com o meu curso de psicologia, conforme fui crescendo, eu registrava tudo aqui no blogger, dos meus 11 até meus 20 anos. Um longo trajeto, não é mesmo? Me senti perdida diversas vezes, e acredito que esses últimos dois anos foram os piores anos que fiquei perdida. Crise existencial, tristeza a todo instante — não que tenha melhorado 100% mas ne... — e isso estava bem difícil de aguentar, cursei psicologia por 1 ano e 6 meses, o mesmo que 3 períodos. Eu não tinha e talvez ainda não tenha absoluta certeza do que quero fazer, mas uma coisa sabia, psicologia não era algo que queria para minha vida, admiro a profissão e pude aprender muita coisa que sei que levarei durante a minha vida inteira, e gostaria de poder utilizar que aprendi, mas não na carreira de psicólogo. Imagina-me trabalhando nisso chegava a doer, até chorar eu já chorei, diversas vezes. 
Esse ano, tive um projeto de pesquisa para fazer, da qual valia como nota do semestre. Eu entrei em desespero, na verdade, no primeiro momento eu não estava ligando para nada, até porque, já tava desanimada ao extremo, mas depois foi aproximando a data de entregue e fui entrando em desespero, pois eu não fazia ideia do que fazer, todos da sala já tinha diversos temas em mente e esboços, rascunhos, já sabiam de diversos assuntos, e eu bem perdida, não conseguia compreender por mais que tentasse, e tudo que eu lia me parecia extremamente tedioso e difícil, mas no final minha parceira desse projeto e eu, conseguimos obter a nota e passamos. 
Mas foi exatamente nesse momento que pude notar, o quão este curso estava a me prejudicar, eu tinha muita tristeza só de pensar em ir para a universidade e na maior parte do meu dia — meu curso é integral — eu passava sozinha, conversava as vezes com uma uma ou duas pessoas (das quais eu gosto muito) e no geral ficava bem solitária. 
Consegui passar todo o semestre do curso, sem pegar repositiva/recuperação/DP/final em nenhuma matéria, mas já estava exausta. 
Decidi que não dava mais, já estava adiando conversar a respeito da faculdade por 1 ano e 6 meses, e todos os dias imaginava e pensava em um diálogo com meus pais falando a respeito, até que ontem dia 28 notei no grupo que as rematriculas iriam já começar no dia seguinte, fiquei mal e pensei "não dá mais", resolvi conversar com a minha mãe e falar como me sentia a respeito, não consegui não segurar as lágrimas, e depois fui para o meu quarto, dormir. De noite meus pais foram para a igreja, e quando voltaram, meu pai conversou comigo, imaginei que ele ia dizer para continuar o curso e que depois eu fazia algo, ou que o curso ia me dá uma garantia de estabilidade financeira, então já tava preparada para entrar no site da faculdade e fazer a rematricula, mas foi bem diferente. Ele me disse que a vida é curta e devemos fazer o que gostamos, que eu deveria fazer algo que gostasse e no final me apoiou na decisão de "desistir" do curso e tirar um tempo pra pensar e ver.
Deixo neste exato momento a palavra "desistir" em aspas, pelo simples motivo de que isso não foi uma desistência ou derrota para mim, muito pelo contrário, eu me senti tão aliviada e com um peso enorme tirado de minhas costas, me senti mais leve e de fato melhor comigo mesma, tudo bem que entrei em desespero, pois joguei tudo pro alto — talvez — mas passei a noite e madrugada inteira procurando o que eu sou. E sabe, depois de analisar todo meu processo aqui no blogger, e tudo em minha vida, eu notei que eu sou das artes, sempre fui, desde criança. A arte de se expressar em ilustrações, de escrever em blogs, de mexer em layouts de blogs, eu sou isso aqui, e é isso que eu quero para mim, sei que é algo bem difícil, mas gente, tudo é difícil, se fosse tão fácil assim, não teria nenhuma graça!
E bem, talvez recomeços sejam bem difíceis, mas precisam ser realizados, e cá estou eu, recomeçando em algo que finalmente seja a minha área, e espero muito gostar de verdade. Mas o resto desse ano, irei tirar para descansar e estudar para o concurso público, porque muito possivelmente precisarei pagar ao menos 1 ano a faculdade, então que ao menos eu já tenha um emprego né gente haha enfim, só queria registrar esse momento de mudanças, que nem sempre desistir significa desistir, e que muitas vezes a gente até demora para criar coragem, mas que quando acontece, ela vem de verdade, espero criar coragem para outras áreas da minha vida, até lá, irei pensar muito bem nas coisas, irei atualizar vocês nos próximos capítulos haha.

RESOLVI MUDAR O LINK DO BLOGGER PARA COMBINAR MAIS COMIGO MESMA


ME DESCULPE O TEXTO ENORME E NÃO DESISTEM DE MIM <3

7.22.2017

Será que sua criança sente orgulho de você?

foto original em meu instagram

  Você já parou para refletir e acabou se perguntando o que houve com aqueles sonhos que aquela criança tinha? O que aconteceu que a fez parar de acreditar em seus sonhos? Porque não tenta novamente? Quando foi que tudo ficou tão cinza? Quando foi que as cores sumiu e ficou apenas esse mar violento cheio de tempestades e obrigações? 
  Eu sinto falta daquela criança que acreditava até mesmo que poderia um dia voar sem precisar de asas, sinto falta das vezes que podia acreditar em mim mesma, dos momentos que eu tinha medo não de tentar, mas medo de não tentar, sinto falta quando eu tinha mais coragem de arriscar o que me fazia feliz e não o que fazia os outros felizes, sinto falta daquela audácia de quando criança, de falar o que sente, de fazer o que quer, de ir atrás do que gosta, de fazer o que lhe faz bem, mesmo ouvindo dos outros que isso era impossível ou uma piada. 
  Me pergunto Todos os dias onde será que está aquela criança que vivia dentro de mim, onde ela se escondeu, se é que ainda está aqui dentro, se tiver, por favor me ouça, acorde e venha para fora, tome conta de meu ser novamente e não deixe com que esse mundo hostil e adulto lhe faça ter medo de ser o que você realmente é, o que você realmente quer, e eu sei, que você não está nenhum pouco orgulhosa de mim neste momento, deixei tudo para trás, mas estou cansada disso, então por favor, venha, acorde e me ajude, quero aquilo novamente, aqueles sonhos, aqueles desejos, as únicas coisas que ainda me faziam tentar algo nessa vida, pois se eu não tiver novamente isso, eu não terei mais nada, e se eu não tiver mais nada, para quê ainda estaria aqui?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...