7.29.2017

Desistir nem sempre é uma derrota

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/6d/78/c0/6d78c0fd65a808a8f1d9c7bd9db6869e.jpg
Acho que não aguentarei ficar calada até o ano que vem. Acredito eu, que conforme vocês vieram notando meus textos a respeito de faculdade, perceberam que eu não era totalmente feliz com o meu curso de psicologia, conforme fui crescendo, eu registrava tudo aqui no blogger, dos meus 11 até meus 20 anos. Um longo trajeto, não é mesmo? Me senti perdida diversas vezes, e acredito que esses últimos dois anos foram os piores anos que fiquei perdida. Crise existencial, tristeza a todo instante — não que tenha melhorado 100% mas ne... — e isso estava bem difícil de aguentar, cursei psicologia por 1 ano e 6 meses, o mesmo que 3 períodos. Eu não tinha e talvez ainda não tenha absoluta certeza do que quero fazer, mas uma coisa sabia, psicologia não era algo que queria para minha vida, admiro a profissão e pude aprender muita coisa que sei que levarei durante a minha vida inteira, e gostaria de poder utilizar que aprendi, mas não na carreira de psicólogo. Imagina-me trabalhando nisso chegava a doer, até chorar eu já chorei, diversas vezes. 
Esse ano, tive um projeto de pesquisa para fazer, da qual valia como nota do semestre. Eu entrei em desespero, na verdade, no primeiro momento eu não estava ligando para nada, até porque, já tava desanimada ao extremo, mas depois foi aproximando a data de entregue e fui entrando em desespero, pois eu não fazia ideia do que fazer, todos da sala já tinha diversos temas em mente e esboços, rascunhos, já sabiam de diversos assuntos, e eu bem perdida, não conseguia compreender por mais que tentasse, e tudo que eu lia me parecia extremamente tedioso e difícil, mas no final minha parceira desse projeto e eu, conseguimos obter a nota e passamos. 
Mas foi exatamente nesse momento que pude notar, o quão este curso estava a me prejudicar, eu tinha muita tristeza só de pensar em ir para a universidade e na maior parte do meu dia — meu curso é integral — eu passava sozinha, conversava as vezes com uma uma ou duas pessoas (das quais eu gosto muito) e no geral ficava bem solitária. 
Consegui passar todo o semestre do curso, sem pegar repositiva/recuperação/DP/final em nenhuma matéria, mas já estava exausta. 
Decidi que não dava mais, já estava adiando conversar a respeito da faculdade por 1 ano e 6 meses, e todos os dias imaginava e pensava em um diálogo com meus pais falando a respeito, até que ontem dia 28 notei no grupo que as rematriculas iriam já começar no dia seguinte, fiquei mal e pensei "não dá mais", resolvi conversar com a minha mãe e falar como me sentia a respeito, não consegui não segurar as lágrimas, e depois fui para o meu quarto, dormir. De noite meus pais foram para a igreja, e quando voltaram, meu pai conversou comigo, imaginei que ele ia dizer para continuar o curso e que depois eu fazia algo, ou que o curso ia me dá uma garantia de estabilidade financeira, então já tava preparada para entrar no site da faculdade e fazer a rematricula, mas foi bem diferente. Ele me disse que a vida é curta e devemos fazer o que gostamos, que eu deveria fazer algo que gostasse e no final me apoiou na decisão de "desistir" do curso e tirar um tempo pra pensar e ver.
Deixo neste exato momento a palavra "desistir" em aspas, pelo simples motivo de que isso não foi uma desistência ou derrota para mim, muito pelo contrário, eu me senti tão aliviada e com um peso enorme tirado de minhas costas, me senti mais leve e de fato melhor comigo mesma, tudo bem que entrei em desespero, pois joguei tudo pro alto — talvez — mas passei a noite e madrugada inteira procurando o que eu sou. E sabe, depois de analisar todo meu processo aqui no blogger, e tudo em minha vida, eu notei que eu sou das artes, sempre fui, desde criança. A arte de se expressar em ilustrações, de escrever em blogs, de mexer em layouts de blogs, eu sou isso aqui, e é isso que eu quero para mim, sei que é algo bem difícil, mas gente, tudo é difícil, se fosse tão fácil assim, não teria nenhuma graça!
E bem, talvez recomeços sejam bem difíceis, mas precisam ser realizados, e cá estou eu, recomeçando em algo que finalmente seja a minha área, e espero muito gostar de verdade. Mas o resto desse ano, irei tirar para descansar e estudar para o concurso público, porque muito possivelmente precisarei pagar ao menos 1 ano a faculdade, então que ao menos eu já tenha um emprego né gente haha enfim, só queria registrar esse momento de mudanças, que nem sempre desistir significa desistir, e que muitas vezes a gente até demora para criar coragem, mas que quando acontece, ela vem de verdade, espero criar coragem para outras áreas da minha vida, até lá, irei pensar muito bem nas coisas, irei atualizar vocês nos próximos capítulos haha.

RESOLVI MUDAR O LINK DO BLOGGER PARA COMBINAR MAIS COMIGO MESMA


ME DESCULPE O TEXTO ENORME E NÃO DESISTEM DE MIM <3

7 comentários:

  1. Oi moça (◕‿◕✿)
    Olha, realmente desistir nem sempre é uma derrota. Acredito que todas as experiências que passamos, boas ou ruins, servem para alguma coisa na nossa vida. Você não estava mais aguentando seu curso, mas pelo menos aprendeu algo que irá levar pra vida toda como você citou, e até mesmo mesmo que as vezes não perceba, isso vai amadurecendo a alma sabe? Cada momento, cada luta, cada sentimento te muda e te torna outra pessoa.
    E isso fez com que você descobrisse o que realmente gosta. Que bom que seu pai te apoiou, e ele tá certo nisso.
    Lembrei de algumas coisas relacionadas a isso. Tenho uma amiga que ela estudou comigo no primeiro ano do ensino medio e foi até o começo do segundo e depois saiu da escola. A escola que estudo é profissionalizante, ou seja, estudo a base regular e o tecnico (no nosso caso é informatica) e é integral. No fim do primeiro ano ela já não suportava mais o curso, porque envolve programação e é super puxado, ela queria administração mas passou pra info. E ela me dizia que estava super triste e cansada, não queria "desistir" mas também não aguentava ficar. Até que no começo desse ano (segundo ano do ens.medio) ela saiu. Foi super triste, mas ela está focada em administração. Ela sabe o caminho dela e desistiu de uma das melhores escolas da região pra ir atrás do seu sonho.

    E é isso que sempre devemos fazer.
    Te desejo sorte no concurso e nos teus objetivos, de fato nada é facil mas quando gostamos do que fazemos os obstaculos acabam se tornando motivações bem forte para se continuar.
    Sucesso pra ti

    Beijos, Mandy

    https://blogimaginantes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amei sua reflexão, as vezes desistir de algumas coisas é necessário para dar espaço a outras coisas melhores. ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Jessica! Primeira vez aqui no blog. Realmente você não desistiu, somente esta em busca do que te faz feliz. Afinal fazer anos de faculdade, para no futuro ficar frustrada, não é nada bom. Na torcida para que encontre o seu lugar. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  4. As vezes é melhor desistir, ou melhor repensar, mudar para continuar e buscar o que nos faz feliz. Nesse período que esteve na faculdade, você aprendeu algo. A gente sempre aprende e você aprendeu que não consegue lidar com a profissão que escolheu de princípio. Mas outras oportunidades vão aparecer.
    Boa sorte com o concurso.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  5. Venha pra Curitiba e vamos comemorar nossos aniversários juntas aeeee!! Gemininas bem lindas hahah :D

    Que texto heim!! Eu já passei por exatamente isso que você está passando!!
    Eu sou formada em Produção Cênica e também sou dar artes hehe, foi bem complicado pra mim por também passava a maior parte do tempo sozinha e tals, mas fui até o final. Depois de formada queria fazer algum outro curso e fui fazer Radiologia, totalmente diferente do que eu sempre quis. Fiquei mais de um ano cursando também e percebi que aquilo não era pra mim. Não sou uma pessoa que desiste no meio do caminho, então largar o curso foi algo BEM doloroso, mas eu estava bem mal tendo que ir obrigada as aulas. Aí desisti e foi a melhor escolha, é com você disse, também senti um alívio sabe, um peso sendo tirado das minhas costas.
    Na época até escrevi um texto sobre desistir, se quiser ler; talvez de ajude de alguma maneira...
    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/2015/08/desistir-e-um-ato-de-coragem.html
    Boa sorte!! ♥

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiiiie tudo bem? quanto tempo meu deuuuuuussss, ando muito afastada do blog ultimamente, mas enfim...
    Lendo esse texto eu me vi em cada frase que você escreveu, ano passado e até o começo desse ano eu passei pela mesma situação que a sua, eu desisti. Não sei se você lembra, mas eu até cheguei a comentar em um post seu o quanto eu estava insatisfeita com minha vida academica, pois eu fazia um curso que não tinha nada a ver comigo e confesso que quase, quase mesmo entrei em depressão. Mas em março desse ano eu fiz uma escolha decisiva, eu chutei o balde mesmo. A inquietação não me largava, eu já não dormia bem, não achava graça em muita coisa... vida de universitário não é fácil, ainda mais fazendo uma coisa que você não gosta, eu não era eu naquela faculdade. Já não conseguia me reconhecer. Eu cansei. Resolvi agir meio que sem pensar e assinar o termo de desistência da bolsa, confesso que foi uma decisão dificil, que eu senti falta não exatamente do curso mas das pessoas que eu conheci, dos professores incriveis... mas sabe que ao mesmo tempo eu sentia um alivio no peito, como se tivesse me livrado de um fardo... e de certa forma realmente eu me livrei. Fiquei um pouco chateada por uns meses, fui muito julgada pelos meus pais que não gostaram da minha atitude e me olhavam como se eu fosse uma fracassada, por um bom tempo eu acreditei que era. Mas depois eu vi que foi a melhor decisão que eu poderia ter tomado, principalmente para minha saúde mental. Eu estava aberta a novas possibilidades, estudando muito para conseguir entrar em outra faculdade (dessa vez a que eu realmente queria) e eis que em julho eu recebi a noticia de que havia passado para o curso que eu tanto desejava. Fiquei muuuiito feliz, o que quero dizer com tudo isso é que na vida precisamos abrir mão de certas coisas (principalmente quando essas coisas nos fazem mal) para obter outras. Que as vezes o que parece certo para os outros não é certo para você. E sim, eu acredito que devemos ouvir a voz do nosso coração e só fazer aquilo que nos deixa feliz, realizado e motivado. E essa questão de retorno financeiro eu li uma frase no face que realmente faz sentido: A única coisa que da dinheiro nessa vida são seus pais, o resto você tem que trabalhar e ralar muito para conseguir kkkk (levo isso pra vida). Fazer engenharia, medicina, direito no intuito de ganhar muuuuito dinheiro é um erro fatal, pois você pode até conseguir algum dinheiro, mas ele jamais irá manter a sua saúde mental.Além disso, não importa a area de atuação, se você for um profissional dedicado, que realmente faz aquilo por amor, o retorno em algum momento chega sabe, seja em forma de dinheiro, reconhecimento ou quem sabe os dois.
    Concluindo kkk eu falei demaiss, mas só pra finalizar você tomou a melhor decisão que poderia tomar, insistir em algo que não é pra ser é perder tempo de ser feliz, e eu aposto que nesse novo capítulo da sua vida você será feliz de verdade, investindo em um caminho que será o certo para você.
    Beijos e beijos, muita força e garra para que você conquiste seus novos objetivos e seja uma pessoa realizada e a cima de tudo feliz com o caminho que escolher. E se por acaso achar que errou, não hesite em recomeçar outra vez ^^
    https://meiosentimental.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu adorei o post. Desistir depois de tentar e ver que aquilo realmente não há mais jeito é um ato de coragem e maturidade. Muitas vezes coisas não dão certo para nos fazer tomar uma atitude e seguir um caminho diferente que pode levar a algo muito melhor.
    bjs
    blogtrashrock.com

    ResponderExcluir

Bom se você comentar aqui por favor fale da postagem e se você seguir avise-me que esta seguindo mais por favor fale da postagem, comentários como "seguindo, segue de volta" serão totalmente ignorados, comentários ofensivos a mim ou a qualquer outro blog sera excluído e ignorado, obrigado pela atenção.
Blog II *u*
RAWR Jhessy

Alguns emotions para você usar:

♥❤∞ ☆ ★ ✖ 。◕‿◕。® ™ ☏✿゚✤
(◕‿◕✿) 。◕‿◕。 ⊱✿◕‿◕✿⊰(◡‿◡✿)(◕〝◕)◑▂◐ ◑0◐ ◑︿◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ◑△◐ ◑▽◐
●▂● ●0● ●︿● ●ω● ●﹏● ●△● ●▽●
⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙
≡(▔﹏▔)≡

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...